Arquivo por Autor

atualizando…

Tá chegandoooo!!!! Dia 12 tem gravação da @niveasoares Estou ensaiando as coisas do backing que farei e Deus já tem falado muito comigo através das músicas!!!

As músicas são simplesmente maravilhoooosas e muuuito de Deus!!! Dia 12 galera – compra logo seu ingresso (quem compra ingresso ganha um CD Emanuel) FICA O CONVITE!!! 🙂 Vai ser aqui em BH mesmo e o projeto se chamará GLÓRIA E HONRA!

Conto com a oração e presença de vocês lá! Sei que será uma noite de muita presença e glória de Deus!!!

No mais, nossa agenda no site www.ministerioalem.com continua disponível. Ainda temos mais duas viagens este mês e gostaríamos de ter você conosco!!! E em tudo Deus seja louvado, em tudo tudo tudo!!!

Abraço a todos e nas férias estarei mais por aqui! 🙂

LEMBRANDO: NOVO BLOG – WWW.RAQUELEMERICK.COM

Anúncios

Novo Blog

Oi queridos! Mil anos depois 🙂

Estou realmente muito sumida do meu próprio blog… Muita coisa tem acontecido ultimamente… Webnário, CTMDT, CPN, muitas e muitas viagens (pelo twitter é mais fácil atualizar).

Mas continuo num deserto pessoal onde Deus tem falado tremendamente ao meu coração.

Deixo aqui um texto conhecido por muitos, mas que MUITO tem ministrado ao meu coração nestes últimos meses! “Pegadas na areia”

Que o Senhor abençoe a todos vocês. Louvo a Deus pelos comentários, pelo carinho e amor que recebo de vocês!

Grande abraço a todos 🙂

Raquel Emerick

 

OBS: MEU NOVO BLOG É www.raquelemerick.com com design do meu amigo Felipe Fernandes, do RJ.

————————————————————————————————————

PEGADAS NA AREIA

Uma noite eu tive um sonho…

Sonhei que estava andando na praia com o Senhor, e através do céu passavam cenas de minha vida.

Para cada cena que passava, percebi pegadas na areia; uma era minha e a outra do Senhor.
Quando a última cena de minha vida passou diante de nós, olhei para as pegadas na areia.

Notei que muitas vezes no caminho da minha vida havia apenas um par de pegadas. Notei também que isso aconteceu nos momentos mais difíceis da minha vida. Isso aborreceu-me deveras e perguntei então ao Senhor:

– Senhor, Tu me disseste que, uma vez que eu resolvi Te seguir, Tu andarias sempre comigo, todo o caminho, mas notei que nos momentos das maiores atribulações do meu viver havia na areia dos caminhos da vida, apenas um par de pegadas.  Não compreendo… Por que nas horas em que eu mais necessitava de Ti Tu me deixastes?

O Senhor respondeu :
– Meu precioso filho, Eu te amo e jamais te deixaria nas horas da tua prova e do teu sofrimento. Quando vistes na areia apenas um par de pegadas, foi exatamente aí que
EU TE CARREGUEI EM MEUS BRAÇOS!


3a edição

Estou passando para contar uma grande vitória. Já saiu a 3a. edição do livro “Coração de Adorador, Espírito de Excelência”!!!

Esse livro foi referendado e indicado pelo Davi Sacer, pela Nívea Soares, pelo Pr Adhemar de Campos, pelo Felipe Barros, dentre vários outros ministros e pastores. Na escola Adorando deste ano, realizada no CTMDT,  a Christie Tristão disse que este é um dos melhores, se não for o melhor livro de adoração nacional que existe hoje!!!

E eu? Bom, só consigo me ver como uma grande privilegiada por ter escrito esse material. Foram dois anos para concluir este livro, e no decorrer, muitas experiências com Deus e na prática de ministério de louvor.

Então, estou aqui para celebrar essa vitória junto com cada de um vocês que me abençoam e me honram sempre visitando este meu cantinho!

Prá quem quiser adquirir essa literatura, o frete é incluso e pago pelo Ministério Além – www.ministerioalem.com

Até que Ele venha,
Raquel Emerick


sala de espera da oficina…

Assentada na sala de espera da oficina mecânica de 14:00 as 19:00 torna impossível não pensar em tantas coisas… mesmo porque tempo para isso é o que não falta.

Na minha frente apenas uma recepcionista que também parece entediada. Lá fora um caos por causa da pressa de todos me faz pensar que nunca é uma boa idéia trocar pneus na véspera de feriado. Por causa da correria e rotina infelizmente só sobrou hoje. Depois de três horas pensando em tantas coisas, planejando detalhes da viagem, pensando nas palavras que vou ministrar, montando aulas do Webnário na mente e orando por coisas que preciso apresentar diante de Deus…. depois disso um silêncio profundo. Não um silêncio ao meu redor. Me refiro ao silêncio da alma, aquele que a gente as vezes quer evitar porque nos faz pensar em coisas mais profundas, as vezes boas, as vezes ruins.

Penso na espera. Penso nos desertos. Penso nos momentos de silêncio de Deus.

A sensação pode parecer como essa: lá fora na oficina todo mundo em plena atividade, correndo de um lado pro outro, resolvendo problemas e chegando a um resultado final. Na sala de espera ficamos presos do outro lado da porta de vidro. Não adianta querer ir embora porque simplesmente você não pode sair e abrir mão de tudo. Você precisa esperar e detesta esse fato. Mas não adianta. Não tem para onde correr. A única coisa que você pode fazer é aquilo que você não quer: ESPERAR! E talvez seja bom pensar em algo para fazer enquanto se espera.

Assim é com cada um de nós nos momentos que Deus nos leva aos desertos e estações de espera em nossas vidas. Todos nós falamos e filosofamos sobre os desertos: não é lugar de privação e sim de privacidade. Não é lugar de punição e sim de preparação. Todos sabemos disso.

“Portanto, eis que eu a atrairei, e a levarei para o deserto, e lhe falarei ao coração” (Oséias 2.14). O amado noivo chama a noiva para uma conversa íntima. O cenário? Desértico. Talvez para que haja silêncio absoluto, deixando do lado de fora todo caos e agitação, afinal na espera do deserto nossa alma acaba se silenciando, normalmente depois de espernear, chorar, reivindicar até chegar num ponto em que se rende e decide aguardar uma resposta e uma palavra do Noivo.

É aí que encontramos o que fazer durante a espera (se é que você me entende). Encontramos algo para ocupar nossa mente e coração porque percebemos que não temos como sair antes do prazo determinado não importa quão bonzinhos sejamos ou quantas tarefas precisamos realizar do lado de fora. A questão é se vamos aprender a lição do deserto ou permanecer dando voltas. A noiva de Cantares aprende a lição (láááá no final do livro) porque a declaração sobre ela é poderosa:

“Quem é esta que sobe do deserto e vem encostada ao seu amado?”

Ela sai do deserto de forma diferente do que entrou. Ela sobe com a cabeça reclinada no ombro do amado. Se você se lembra bem, esta posição simboliza intimidade a partir do discípulo mais íntimo de Jesus – João. Ele reclina a cabeça em Jesus na última ceia. E Jesus deixa 🙂 Os outros discípulos é que perderam a oportunidade, pois não foi Jesus quem reclinou a cabeça em João e sim João em Jesus – intimidade é para todos que quiserem. A partir deste momento João só descreve a si mesmo na terceira pessoa, nunca mais falando de si mesmo como mais importante. Isso me mostra que ele reclinou a cabeça e a vida em Jesus! Como noiva precisamos fazer o mesmo, subir do deserto reclinados Nele, abraçados apenas a Ele, confiando e descansando na liderança Dele, que Ele é fiel para completar a obra que começou em nós, mesmo que para isso seja necessário descermos ao deserto da “sala de espera” de Deus!

“Jesus, eu quero subir deste deserto reclinada no Teu ombro. Quero subir deste deserto com um coração mais maleável, mas parecido com o Teu. Não quero perder esta oportunidade mas sim abraçar esta estação sabendo que tudo coopera para meu bem inclusive minha espera e deserto, desenhados tão individualmente para mim! Quero no silêncio a sós ouvir coisas novas, apenas entre nós, eu e o Senhor, aproveitar que todo o caos está fechado lá do lado de fora, para que enfim possa SUBIR DO DESERTO RECOSTADA EM TI!”

Quando a gente assustar alguém nos chama pelo nome e diz que já podemos sair e ainda nos escolta! O resultado esperado está pronto! E há felicidade em saber que não foi em vão, mas que as coisas de fato MUDAM enquanto esperamos!

Seja fortalecido nesse dia em sua espera!

Paz do Senhor!


Receita médica

Compartilho com vocês essa preciosidade:

O oncologista e professor alemão – Dr Helmut Renner muitas vezes recomenda a leitura do Salmo 23 aos seus pacientes NA RECEITA. O médico declarou à revista cristã Neues Leben (Nova Vida), que o Salmo 23 é “algo maravilhoso para pacientes com câncer”. São justamente estes pacientes que precisam ocupar-se mais intensamente com a questão do sentido da vida, porque muitas vezes o medo da morte está à frente de tudo. E nessa situação o Salmo proporciona “espaço e esperança”. Dr Renner é especialista em radioterapia na Clínica Nord em Nürnberg – Alemanha. Em uma entrevista ele destacou que “a oração é uma expansão da medicina científica. Nós, médicos, precisamos ter a consciência de que a medicina científica também é um dom da graça de Deus. Por isso, em nossa profissão, é muito sensato recorrer à força de Deus para nossa vida pessoal”.

(Extraído do livro Salmos Messiânicos, de Norbert Lieth).

 

“O Senhor é o meu pastor, de nada terei falta. Em verdes pastagens me faz repousar e me conduz a águas tranquilas. Restaura-me o vigor. Guia-me nas veredas da justiça por amor do Seu Nome. Mesmo quando eu andar por um vale de trevas e morte, não temerei perigo algum, pois Tu estás comigo, a Tua vara e o Teu cajado me protegem. Preparas um banquete para mim à vista dos meus inimigos. Tu me honras, ungindo minha cabeça com óleo e fazendo transbordar o meu cálice. Sei que a bondade e a fidelidade me acompanharão todos os dias da minha vida, e voltarei à casa do Senhor enquanto eu viver”.
Escrito pela pena do próprio Davi.
E você, o que tem feito com sua Bíblia? Deixado empoeirando ou usado para tratar suas doenças do corpo, alma e espírito???

Até que Ele venha,

Raquel Emerick

A Importância De Qualidade Musical Na Igreja

E no Tabernáculo de Davi? Havia qualidade musical? Havia divisão de vozes? Como eram os instrumentos?

Quero levá-lo a ver algumas verdades sobre a necessidade de usar a música com qualidade para a glória de Deus! Se você ler cuidadosamente os livros das Crônicas, você conseguirá observar estes detalhes preciosos. Quero aqui neste breve artigo ressaltar duas partes deste livro que me chamam mais a atenção.

No capítulo 15 do primeiro livro, lemos, a partir do verso dezesseis:
“E disse Davi aos chefes dos levitas que constituíssem, de seus irmãos, cantores, para que com instrumentos musicais, com alaúdes, jarpas e címbalos, se fizessem ouvir, levantando a voz com alegria. Designaram, pois os levitas a Henâ (…) Asafae (..) Etã (…)” “E os cantores, Hemã, Asafe e Etã, se faziam ouvir com címbalos de metal; E Zacarias, Aziel, Semiramote, Jeiel, Uni, Eliabe, Maaséias, e Benaia, com alaúdes, sobre Alamote. E E Matitias, Elifeleu, Micnéias, Obede-Edom, Jeiel, e Azazias, com harpas, sobre Seminite, para sobressaírem. E Quenanias, chefe dos levitas, tinha o encargo de dirigir o canto; ensinava-os a entoá-lo, porque era entendido” (v. 19-22)

Talvez sua Bíblia já tenha traduzidos os termos Alamote e Seminite, por exemplo. (várias Bíblias hoje já são assim). Se a sua for uma delas, você vai poder confirmar o que vou dizer. O termo Alamote, do orginial significa SOPRANO, e Seminite, significa TOM DE OITAVA. Algumas Bíblias até tem a tradução de Alamote como com alaúdes, em voz de soprano, e de Seminite como em voz de baixo, para conduzir o canto.

A Bíblia amplificada chega a comentar sobre Alamote: “Provavelmente as vozes agudas, da Clave de Sol” E de Seminite: “Provavelmente as vozes graves, da Clave de Fá”. O versículo 22 diz que Quenanias era entendido, em outra versão, era ‘perito’ no canto. Outra ainda diz que ele era o ‘regente do coral, pois era um músico habilidoso’.

Temos algumas interpretações diferentes para nós hoje, devido ao fator tempo, instrumentos musicais, termos não definidos, etc. Mas mesmo assim, uma coisa podemos afirmar sem medo de errar: Havia qualidade, havia postos designados, ensaiados, diversidade de instrumentos, de vozes e arranjos dos mesmos. Por que hoje há tanto problema com relação a pessoas que não querem estudar música, que são contra ensaios e não querem aprimorar o dom que o Senhor lhes deu? Estes dons serão cobrados um dia, e deverão ser multiplicados (ver Mt. 25:14-29 ).

A outra passagem de I Crônicas é do capítulo 25, versos 6 e 7: “Todos estes estavam sob a direção de seu pai, para a música da casa do Senhor, com saltérios, címbalos e harpas, para o ministério da casa de Deus; e Asafe, Jedutum, e Hemã, estavam sob as ordens do rei. E era o número deles, juntamente com seus irmãos instruídos no canto ao Senhor, todos eles mestres, duzentos e oitenta e oito”. Neste tempo havia um coral de 288 vozes! E não somente vozes não trabalhadas, mas MESTRES, peritos no canto!!!

Além destes 288 cantores haviam 4 mil instrumentistas (com instrumentos que o próprio Davi tinha feito para eles) na ordem  do Tabernáculo, que de hora em hora trocavam de turno conforme a escala que Davi fez 0 ou seja, se você não gosta de escala, já era algo normal nos tempos bíblicos 🙂 Continue desenvolvendo seu dom no Senhor! Esse é nosso chamado como ministros ao Senhor com a música. O que possui um dom deve se esmerar no que faz. Aquele que ensina, deve estudar, aprimorar-se, etc. O que prega, deve buscar a cada dia mais. E o que usa a música como ferramenta de adoração, também de estudar e sempre melhorar no que faz, sabendo que um dia lhe será cobrado, e ciente também, de que se veio do Senhor, para Ele, e a Ele somente é devida toda a glória.

Se você quiser ler mais sobre como era o ministério Bíblico de louvor e adoração leia este e-book; “Profeta e Adorador”, livre para download gratuito e envie também para as pessoas da sua equipe 😉   Link do livro: http://www.scribd.com/raquel_ribeiro_12

Deus te abençoe,

Raquel Emerick


parafraseando…

Com todo o temor pela palavra mas também com o risco de ser criticada quero parafrasear a passagem de Mateus 7: 22 a 23

“Muito me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não gravamos nós vários CDs em teu nome? e em teu nome não fizemos muitos eventos e ministrações? e em teu nome não viajamos e lideramos tantos congressos com chamadas ao altar? E então lhes direi abertamente: Nunca vos CONHECI. Apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade”.

Prestaremos contas.

Um dia.

Mas não prestaremos contas a uma gravadora. Nem tampouco a organizadores de eventos e congressos.

Não prestaremos contas a um público que sabe nosso música de cor, nem mesmo a revistas da área gospel!

Cuidado, “ministros de louvor”! Um dia prestaremos conta sim, ao próprio Jesus Cristo. Isso mesmo, a Jesus Cristo EM PESSOA.

Isso coloca em mim e deve colocar em nós todos os dias, o temor e a perspectiva corretos!

“Quem é injusto, faça injustiça ainda; e quem está sujo, suje-se ainda; e quem é justo, faça justiça ainda; e quem é santo, seja santificado ainda. Eis que cedo venho e o meu galardão está comigo, para dar a cada um segundo a sua obra”. Ap. 22.11,12.

 

Reflita. Enquanto estamos respirando ainda é tempo de mudar de postura 😉